Quente ou frio? Qual a temperatura ideal para chás medicinais?

2 de março de 2016
Curiosidades
0Comentários

Chás vendidos em mercados não possuem indicações medicinais. Os chás medicinais são vendidos em lojas especializadas e farmácias de manipulação.
Uma reportagem do Bem Estar do dia 18 de fevereiro falou sobre os chás.
Você toma muito chá? Por que gosta, para emagrecer? Mas nem todos os chás são medicinais. Para esclarecer o assunto, foram convidados a pediatra Ana Escobar e o farmacêutico Nilton Luz Netto Junior.
Chás de saquinho vendidos nos mercados não possuem indicações medicinais, eles são alimentícios. Os chás medicinais são vendidos em lojas especializadas ou em farmácias de manipulação. Especialistas lembram que o chá perde as propriedades quando está gelado – vira um refresco. Ele só funciona quando está quente.
E como preparar? Muita gente acha que é fácil fazer o chá por infusão. Siga a recomendação da embalagem para a dose. Se a folha estiver fresca, não deve ser fervida junto com a água. Já as raízes, cascas e folhas duras podem ser fervidas junto com a água. O uso deve ser imediato para não perder o princípio ativo.
Propriedades
Cada planta tem indicação para um sintoma. Veja a lista:
– Bebês podem tomar chá desde pequenos. Os mais indicados são erva doce, erva cidreira e camomila.
– Espinheira santa: antiácido, má digestão e protetora mucosa gástrica.
– Capim santo: utilizado para cólicas e como sedativo leve.
– Erva cidreira: bastante usada como sedativo, relaxante muscular e para cólicas.
– Erva doce: ajuda na má digestão, cólicas, evita formação de gases e favorece sua eliminação.
– Gengibre: usado para enjoos de gestantes e os causados pelo movimento, mal-estar gástrico e expectorante.
– Boldo: má digestão, auxilia a função intestinal e estimula a digestão hepática.
– Guaco: é opção para quem não pode tomar o xarope de guaco, que é expectorante.
– Hortelã: auxilio contra gripes e resfriados, auxílio na digestão.
Fitoterápicos no SUS
O Governo disponibiliza medicamentos fitoterápicos. Mas vale ressaltar que não é porque está na lista que estão disponíveis, isso varia de acordo com a prefeitura ou governo de cada região:
– Alcachofra (cápsula, comprimido, drágea, solução oral e tintura);
– Aroeira (gel e óvulo);
– Babosa (creme);
– Cáscara-safrada (cápsula e tintura);
– Espinheira santa (cápsula, emulsão, solução oral e tintura);
– Guaco (cápsula, solução oral, tintura e xarope);
– Garra-do-diabo (cápsula e comprimido);
– Hortelã (cápsula);
– Isoflavona de soja (cápsula e comprimido);
– Plantago (pó para dispersão oral);
– Salgueiro (comprimido);
– Unha-de-gato (cápsula, comprimido e gel).
Fonte: Bem Estar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos que você pode gostar

No final de semana do feriado da Proclamação da República, o Mercado Municipal de Curitiba ...
9 de novembro de 2020
Mais de 20 pratos com preços promocionais e receitas inspiradas nos quatro cantos do mundo. Pela ...
13 de outubro de 2020
O câncer de mama é o mais frequente entre as mulheres brasileiras, com quase 60 mil casos por ...
12 de outubro de 2020
Open chat