Dormir aumenta o poder do cérebro feminino, diz estudo

12 de julho de 2016
Curiosidades
0Comentários

Já os cochilos favorecem o cérebro masculino.

Ser uma mulher sonolenta nunca foi tão bom. Em um estudo recente realizado pelo Instituto Max Planck de Munique, na Alemanha, foi desenvolvida uma análise do padrão do sono de 160 adultos, considerando especificamente como esse fator alteraria a capacidade intelectual dos participantes.

Com os dados coletados, os pesquisadores puderam encontrar uma constante entre as mulheres: a atividade cerebral era maior quando elas entravam em uma fase de sono sem sonhos. O mais bacana é que, de acordo com o estudo, essa mesma atividade está relacionada ao aumento nos níveis de inteligência das mulheres.

Já nos homens, a pesquisa mostra que eles se beneficiam mais com pequenos cochilos. As informações coletadas complementam outro estudo criado pelo Centro de Pesquisas do Sono da Universidade de Loughborough, na Inglaterra, que aponta que as mulheres precisam de mais horas de sono porque seus cérebros funcionam de maneira mais complexa.

A capacidade feminina de ser multitarefas faz com que o cérebro das mulheres seja mais exigido do que o dos homens, tornando, assim, uma boa noite de sono extremamente necessária.

Benefícios do sono

  • Previne a obesidade: durante o sono nosso organismo produz a leptina, um hormônio capaz de controlar a sensação de saciedade – portanto, pessoas que tem dificuldades para dormir produzem menores quantidades desta substância. “A consequência disso é ingestão exagerada de calorias durante o dia, pois o corpo não se sente satisfeito”, explica a neurologista Rosa Hasan. Além disso, o grupo dos insones produzem uma maior quantidade de um outro hormônio, a grelina, uma substância que está relacionada a fome e a redução do gasto de energia.
  • Combate à hipertensão: um estudo da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, comprovou que um sono profundo e ininterrupto está relacionado a bons níveis de pressão arterial. A neurologista Rosa Hasan explica que a dificuldade em descansar durante a noite é equivalente a um estado de estresse, aumentando a atividade da adrenalina no corpo. “Uma noite mal dormida deixa o organismo em estado de alerta, aumentando a pressão sanguínea durante a noite”, explica a especialista. Ela afirma que com o tempo essa alteração na pressão sanguínea se torna permanente, gerando a hipertensão.
  • Fortalece a memória: pessoas que conseguem ter uma boa noite de sono absorvem melhor as informações do dia a dia do que aquelas que passam longos períodos sem dormir, diz um estudo feito pela Universidade de Lubeck, na Alemanha. Segundo os pesquisadores, isso acontece porque durante o descanso ocorre a síntese de proteínas responsáveis pelas conexões neurais, aprimorando habilidades como memória e aprendizado.
  •  Previne depressão: as chances de a depressão comprometer a qualidade de vida de uma pessoa pode ser menor se ela dormir entre seis e nove horas por dia. É o que indica um estudo feito no Cleveland Clinic Sleep Disorders Center, em Ohio, nos Estados Unidos, que analisou mais de dez mil pessoas.

Fonte: Minha Vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos que você pode gostar

No final de semana do feriado da Proclamação da República, o Mercado Municipal de Curitiba ...
9 de novembro de 2020
Mais de 20 pratos com preços promocionais e receitas inspiradas nos quatro cantos do mundo. Pela ...
13 de outubro de 2020
O câncer de mama é o mais frequente entre as mulheres brasileiras, com quase 60 mil casos por ...
12 de outubro de 2020
Open chat