Bebidas alcoólicas: vantagens e desvantagens

5 de junho de 2015
Saúde e Bem-Estar
3Comentários

Desde a pré-história, o álcool é usado, de uma ou outra forma, pelas pessoas. Os malefícios para a saúde causados pelo consumo indevido do álcool já são conhecidos – mudanças de humor, agressividade, ressaca… Com o tempo, a ingestão moderada ou alta aumenta o risco de câncer, assim como de doenças do coração e do fígado.
Vantagens
Todavia, recentes estudos médicos indicam que ingerir pequenas doses de álcool, especialmente vinho tinto, diminui os riscos de um ataque cardíaco. Outro estudo revelou que beber dois drinques por dia fornece mais do que o dobro da proteção contra doenças cardiovasculares do que apenas um drinque.
O risco de um ataque cardíaco é reduzido porque o álcool minimiza os efeitos prejudiciais do colesterol alto e previne a formação de coágulos. No estudo em questão, os níveis do colesterol mau – ou LDL- foram reduzidos, assim como os níveis de triglicerídeos – concentrações elevadas dessas duas substâncias aumentam o risco de doença cardíaca. Outros estudos demonstram que beber moderadamente pode elevar os níveis do colesterol bom – ou HDL.
Os resultados são especialmente significativos para mulheres com mais de 50 anos, pois o risco de doenças cardíacas aumenta muito após a menopausa.
Os mecanismos pelos quais o álcool protege o organismo ainda não são claros, mas alguns pesquisadores perceberam que, em particular, o vinho tinto possui certos polifenóis. Essas substâncias podem agir como antioxidantes – sendo o revesterol o melhor exemplo – e espera-se que a bebida proteja as células de danos que ocorrem quando o corpo utiliza o oxigênio. Acredita-se que a oxidação de LDLs provoque a formação de coágulos sanguíneos. Os polifenóis também podem fortificar o colesterol LDL contra a oxidação.
Não é somente o vinho tinto que apresenta proteção. Os resultados de diferentes estudos vincularam o consumo moderado de álcool a um risco 32% mais baixo de ataques cardíacos, e a uma queda de 20 a 28% no risco de derrames cerebrais. Resultados de outros estudos sugerem que pessoas que bebem quantidades pequenas ou moderadas de álcool diariamente reduzem significativamente o risco de ter diabetes.
– O álcool também protege o cérebro
Pessoas que bebem moderadamente todos os dias têm 70% menos chance de desenvolver demência – uma doença vinculada à idade que diminui a capacidade mental – do que aqueles que não bebem. Esses indivíduos também possuem 30% menos chance de desenvolver a doença de Alzheimer. O álcool parece oferecer uma série de outros benefícios relacionados ao cérebro. Ele afina o sangue, evita a coagulação de pequenos vasos sanguíneos no cérebro e parece estimular a liberação de acetilcolina – substância química cerebral envolvida no aprendizado e na memória.
Desvantagens:
O excesso de álcool pode aumentar o risco de desenvolver uma série de problemas de saúde: pressão alta, arritmias cardíacas, doenças hepáticas, derrames, demência e vários tipos de câncer como o do fígado, pâncreas, esôfago e boca. Além disso, o álcool vicia.
Um fim de semana de muita bebida, por exemplo, aumenta as células de gordura no fígado. Embora este órgão possua um extraordinário poder de recuperação, o uso contínuo do álcool pode provocar danos irremediáveis para ele e problemas para metabolizar a glicose. Inclusive, é possível que chegue a provocar cicatrizes hepáticas ou cirrose.
O álcool também interfere no metabolismo de várias vitaminas e minerais no organismo. Mulheres com risco de câncer de mama devem moderar o consumo de álcool.

3 Comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos que você pode gostar

No final de semana do feriado da Proclamação da República, o Mercado Municipal de Curitiba ...
9 de novembro de 2020
Mais de 20 pratos com preços promocionais e receitas inspiradas nos quatro cantos do mundo. Pela ...
13 de outubro de 2020
O câncer de mama é o mais frequente entre as mulheres brasileiras, com quase 60 mil casos por ...
12 de outubro de 2020
Open chat