Tire oito dúvidas sobre varizes nas pernas

11 de março de 2016
Saúde e Bem-Estar
0Comentários

Elas podem ser sinal de problemas sérios de circulação
Por: Dr. Ivan Benaduce Casella
As presença de varizes nos membros inferiores é uma doença comum, mas que muitas vezes passam despercebidas. Estima-se que cerca de um quarto dos adultos com mais de 40 anos apresente a doença em algum grau. Consequentemente, as dúvidas acerca do assunto são frequentes. Para esse artigo, listei as perguntas que mais ouço.
1. O que são varizes de membros inferiores?
Varizes de membros inferiores são veias dilatadas, tortuosas e incompetentes situadas na porção mais superficial das coxas e pernas, isto é, logo abaixo da pele. O termo incompetente significa que a veia é incapaz de fazer com que o sangue flua somente na direção do coração. Assim, o sangue fica congestionado nestas veias, tornando-as mais volumosas e por isso mais visíveis.
2. Usar salto alto leva ao aparecimento de varizes?
É um conceito ainda controverso e não confirmado. Sabe-se que a musculatura da panturrilha fica subutilizada quando se usa saltos muitos altos, e que isto supostamente prejudica o retorno do sangue para o coração. No entanto, ainda não há provas definitivas da associação entre varizes e uso de salto alto.
3. Quem tem familiares com varizes possui maior chance de desenvolver a doença?
Sim. Existem fatores genéticos ainda não completamente compreendidos que levam a aumento da ocorrência de varizes em certas famílias. Mas é importante ressaltar que as varizes são causadas por múltiplos fatores, ou seja, nem todos em uma família desenvolverão a doença.
4. Microvasinhos, se não tratados, podem virar varizes?
As telangiectasias, conhecidas como “vasinhos”, são veias muito finas (entre 0,5 e 1,5 milímetros, aproximadamente), que podem causar dor e queimação, além da insatisfação estética. Mas não são estas veias que se tornarão varizes. As telangiectasias crescem pouco em tamanho. O mais comum é crescerem em extensão, ou seja, “espalharem-se” pelas pernas
5. Ouvi dizer que não adianta operar das varizes, pois elas voltam. É verdade?
Quando um médico opera suas varizes, ele remove apenas as veias doentes. Porém, ao longo de muitos anos, as veias que eram sadias na época da primeira cirurgia podem tornar-se varicosas. Assim as varizes retiradas não “voltam”. O que pode voltar é a doença em si. Cirurgias bem planejadas e realizadas com as técnicas corretas costumam ser de resultado duradouro e trazer satisfação aos pacientes por muitos anos.
6. Existem varizes internas?
O sistema de veias das pernas pode ser dividido em dois grupos: o superficial e o profundo, este último situado entre os músculos das pernas e dentro destes. Essas veias podem tornar-se dilatadas e incompetentes, mas o termo “varizes internas” não é correto.
7. Quais são as complicações das varizes?
Em estágios mais avançados as varizes podem trazer complicações bastante inconvenientes, sendo as mais comuns as citadas abaixo:
• Dermatite ocre: É uma inflamação crônica da pele, associada a hiperpigmentação (manchas escurecidas) nas pernas, tornozelos e pés. Além de eventualmente provocar coceiras, traz um aspecto estético muito indesejável.
• Flebites: São processos inflamatórios nas veias com varizes, gerando trombos (coágulos) em seu interior. É um quadro bastante doloroso e que costuma deixar sequelas, tais como manchas e dores.
• Ulceras varicosas: São feridas nas pernas e tornozelos provocadas pela congestão do sangue nesta região. Tais úlceras aparecem nos estágios mais avançados da doença, e são de difícil cicatrização. Além disto provocam um impacto muito negativo na qualidade de vida dos pacientes, podendo impedi-los até mesmo de trabalhar.
8. Varizes podem levar ao aparecimento de trombose?
Sim. Varizes em seu estágio intermediário e avançado são fatores de risco para a formação de coágulos nas veias das pernas, a chamada “trombose venosa profunda”. Por isso, ao perceber novas varizes é importante procurar um especialista para saber se o caso pode ter mais complicações.
Fonte: Minha Vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos que você pode gostar

No final de semana do feriado da Proclamação da República, o Mercado Municipal de Curitiba ...
9 de novembro de 2020
Mais de 20 pratos com preços promocionais e receitas inspiradas nos quatro cantos do mundo. Pela ...
13 de outubro de 2020
O câncer de mama é o mais frequente entre as mulheres brasileiras, com quase 60 mil casos por ...
12 de outubro de 2020
Open chat